Ajude-nos a encontrar o presidente ideal para o Brasil

Sérgio Moro para presidente

Sérgio Fernando Moro (Maringá, 1972) é um juiz federal brasileiro que ganhou notoriedade nacional por comandar o julgamento dos crimes identificados na Operação Lava Jato, mega investigação do maior caso de corrupção do país já apurado. Continue Lendo

O que você acha de Sérgio Moro para presidente?

Vote nas duas categorias de avaliação abaixo. Qual sua opinião quanto a Competência e Honestidade deste Brasileiro

Comentários de Sérgio Moro

  • Ver comentários anteriores
  • 5 4 Walker Hoje é o único que me inspira dignidade e com pulso forte para dirigir nossa Nação. Estou triste e decepcionado com a situação moral que se degenerou e se banalizou em todos os setores. Não esperava que meus filhos fossem viver no País submerso na podridão. Salve-nos. em 21/12/2015 às 21:32

    Ver resposta

      Responder

    • Marines Acredito ser um bom presidente para nosso país.
      Tem competência, honesto, coerente, não tem medo de presão,
      No momento sério o melhor para o nosso povo .
      em 30/12/2015 às 09:20

        Responder

      • 5 5 Francisco Junto com o Meritíssimo Sérgio Moro estão todo um GRANDE grupo de trabalho: "Nove procuradores compõem força-tarefa que destrincha a Lava Jato"

        *GRACILIANO ROCHA
        ENVIADO ESPECIAL A CURITIBA

        05/04/2015 02h00

        Um carro de luxo dado como presente desencadeou a investigação que já levou à cadeia três ex-diretores da Petrobras e executivos das maiores empreiteiras do país e à abertura de inquéritos contra três dezenas de congressistas da base aliada do governo Dilma Rousseff.

        A Land Rover que Alberto Youssef deu ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa foi descoberta em uma interceptação telefônica, em 2013, no curso de uma investigação sobre doleiros no Paraná.

        "Os americanos se vangloriam de terem prendido o Al Capone por causa do Imposto de Renda. Para mim, é de uma incompetência enorme só terem provado a sonegação. Da Land Rover puxamos um fio, com cuidado, que deu nisso tudo", disse o procurador Carlos Fernando Lima, 50.

        "Isso tudo" é a Operação Lava Jato : quase 500 pessoas e empresas sob investigação por crimes que envolvem ao menos R$ 2,1 bilhões e que escancarou suspeitas de corrupção na Petrobras.

        Já foram recuperados R$ 500 milhões, principalmente de contas secretas no exterior, e um valor ainda não calculado de bens foi bloqueado: imóveis, hotéis, carros de luxo, helicóptero, aviões e obras de arte.

        Com especializações e idades distintas, nove procuradores compõem a força-tarefa do Ministério Público Federal que há um ano destrincha o escândalo. O núcleo duro é formado pelo coordenador Deltan Dallagnol, 34, Orlando Martello Jr., 45, Januário Paludo, 49, e Lima.

        Editoria de Arte/Folhapress

        São todos oriundos do chamado grupo dos "tuiuiús", a oposição ao então procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, no governo FHC. A ave pantaneira é conhecida pela dificuldade para decolar. Brindeiro, à época, era chamado de engavetador-geral da República.

        Os quatro são veteranos do caso Banestado, investigação sobre lavagem de dinheiro e evasão de divisas que movimentou R$ 30 bilhões nos anos 1990. Do Banestado, que tramitou na Justiça por mais de uma década, saiu o DNA do atual modelo de delação premiada (15 até agora).

        O cérebro por trás da estratégia é Lima. Bom negociador, ele tem sangue frio para blefar, dizem advogados.

        "No começo, lançamos um grande 171: espalhar que já tinha gente na fila para colaborar, deixamos as pessoas saberem que já tinha uma pessoa ou empresa interessada, mas a gente ainda não tinha nada. Aí começaram a bater na nossa porta", contou.

        Advogados criticam a manutenção das prisões, segundo eles um meio de induzir os suspeitos à delação premiada. E dizem que ministros de tribunais superiores rejeitaram habeas corpus devido à pressão da opinião pública.

        O bunker do Ministério Público ocupa o 7º e o 8º andar do edifício Patriarca, no centro de Curitiba, em frente à sede da Procuradoria. Os dois pisos foram alugados por causa da imensa massa de documentos da investigação.

        Ao todo, cerca de 40 pessoas trabalham por lá. Há um assessor e um estagiário para cada procurador e peritos e seguranças que controlam o acesso ao bunker.

        Procuradores trabalham em duplas. Às vésperas da Semana Santa, os dois andares do Patriarca ferviam de atividade. Um dos procuradores dava expediente mesmo em licença-paternidade.

        Os procuradores revelam dois grandes temores. "Se houver a soltura de réus agora, muitos deles com dinheiro sujo escondido no exterior, esses processos podem ser atrasados por dez, quinze anos", disse Dallagnol, expressando um deles.

        Outro foco de desconfiança são os acordos de leniência negociados entre empreiteiras e a CGU (Controladoria-Geral da União). O governo afirma querer evitar a paralisação das obras. Mas o temor é que esses acordos sirvam para silenciar delatores.

        "A CGU foi feita para controlar corrupção de funcionários públicos, não para ser a salvadora do emprego. Se o governo quer criar um Proer, que faça no lugar certo, que é o Congresso", afirmou Lima. Disponível em:http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/04/1612392-nove-procuradores-compoem-forca-tarefa-que-destrincha-a-lava-jato.shtml acesso 31.12.2015
        em 31/12/2015 às 10:34

          Responder

        • 5 5 Fabiana Seria um ótimo presidente mas também se faz necessário no q ele faz já q no nosso país o povo só sabe votar em político corrupto, tem q ter alguém como ele com garra e determinação para desmascarar estes bandidos q o povo ensiste dar o poder. em 03/01/2016 às 09:36

            Responder

          • Marcel Sérgio Moro e Joaquim Barbosa teriam meu voto com certeza em 10/01/2016 às 13:37

              Responder

            • 5 5 Astrogildo Cabra macho em 22/01/2016 às 02:19

                Responder

              • 3 3 Jhefferson bom mas prefiro jair bolsonaro em 30/01/2016 às 20:49

                  Responder

                • 3 4 Gilberto Seria um paladino da justiça! - Santa injustiça Batman! em 08/02/2016 às 19:12

                    Responder

                  • 5 5 Leilson Mais faz mais como juiz mesmo !!!!
                    Prefiro Bolsonaro !!!
                    em 13/02/2016 às 12:58

                      Responder

                    • 5 5 José Futuro presidente do Brasil eu apóio. em 09/03/2016 às 17:11

                        Responder

                      • 5 5 Sorriso Um herói. em 10/03/2016 às 09:57

                          Responder

                        • 5 5 Victor Prefiro Bolsomito em 21/03/2016 às 16:48

                            Responder

                          • 5 5 Alan Todas as mensagens acima fala por mim em 02/04/2016 às 10:13

                              Responder

                            • 5 5 Aline Precisamos de um presidente honesto, o Brasil está cansado de tanta corrupção, seja nosso candidato Juiz Sérgio Moro. em 22/04/2016 às 19:30

                                Responder

                              • 5 5 Renato Muito bom mas prefiro BolsoMito!!! em 25/04/2016 às 13:32

                                  Responder

                                • 5 5 Rafael Se nao tivesse Jair Bolsonaro era nele que votava em 10/06/2016 às 16:48

                                    Responder

                                  • 5 5 Danielle Bolsomito ou Sérgio em 03/07/2016 às 17:21

                                      Responder

                                    • 5 5 Joe O Batman do judiciário em 30/07/2016 às 19:57

                                        Responder

                                      • 5 4 Emanoel É urgentemente necessário o Brasil sair das mãos dos políticos profissionais, Esses que estão ai já aprederam o caminho da corrupção e ainda o ensinaram aos seus em benefícios próprios. Sergio Moro é jovem, fora da politica, conhecedor e dentro da lei, e que o país precisa é isto ir para as mãos dos jovens. Ele tem tudo para ser um bom presidente, precisa sem dúvida ser preparado para esta função que sabemos não é tão fácil assim. É claro que deverá ser bem assessorado e preparado para gerenciar outras areas, mas para isto o Brasil tem homens preparado. Sê a eleição fosse hoje e ele o candidato este seria o meu voto. em 05/08/2016 às 14:31

                                          Responder

                                        • 5 5 Lucas um salvador da patrial brasileira, não sei se seria candidato a presidência do brasil. Ainda bem que temos o Bolsonaro caso isso não aconteça em 17/08/2016 às 22:23

                                            Responder

                                          Deixe seu comentário

                                          Efetuar Login ou Cadastrar